George Miller não irá dirigir a sequência de Mad Max: Estrada da Fúria

mad-max-fury-road-image-tom-hardy-charlize-theron2b2

George Miller disse em entrevista ao New York Post que não vai retornar para a direção da sequência de Mad Max: Estrada da Fúria.

“Não farei mais filmes da franquia Mad Max. ‘Estrada da Fúria’ demorou muito tempo para ser finalizado. Terminar um filme desses em um ano é uma baita sorte. Começamos a produção e paramos diversas vezes. Eu rodei na Austrália, e o deserto virou uma floresta durante um período de chuva intensa. Tivemos que esperar 18 meses, e cada voo de volta para casa 27 horas. Produções como Mad Max demoram demais. Não estarei envolvido nos próximos filmes”, disse Miller.

“Este filme [Estrada da Fúria] recebeu sinal verde três vezes ao longo de uma década, mas teve uma produção complicada. Nós íamos filmar com Mel Gibson em 2001, mas, em seguida, aconteceu o 11 de Setembro e o dólar desvalorizou, e nós perdemos todo o orçamento que tínhamos para filmar na Austrália. Depois, fomos filmar no deserto e a chuva o transformou em um rio pela primeira vez em 15 anos, e acabamos no Sudoeste Africano, na Namíbia.”, afirmou.

Continuar lendo

Crítica: Mad Max: Estrada da Fúria

Passados 30 anos do terceiro filme, George Miller retorna ao mundo pós-apocalíptica de sua obra, confesso que fiquei desconfortável com os trailers, mas todas as incertezas desaparecem a partir dos primeiros minutos do filme.

madmax_posterNa trama, Max (Tom Hardy) é capturado por Immortan Joe (Hugh Keays-Byrne) e é utilizado como banco de sangue para soldados feridos. Joe domina a região por ser o detentor de uma grande reserva de água e assim explora toda a população. Quando Joe envia sua melhor guerreira, a Imperatriz Furiosa (Charlize Theron), em uma missão em busca de combustível, as coisas não saem como esperado quando furiosa sai da rota planejada. A partir daí Max se vê no meio de uma guerra mortal, iniciada pela Imperatriz Furiosa na tentativa de salvar um grupo de garotas. Também tentando fugir, Max aceita se juntar a Furiosa em sua luta contra Joe, mas ainda fica dividido entre seguir sozinho seu caminho ou ficar com o grupo.

Tom Hardy vive Max, que apesar do ator fazer um trabalho descente não cativa tanto e passa a impressão de ser deixado um pouco de lado na história. Nicholas Hoult tem mais uma grande atuação. Seu personagem é elétrico, bem desenvolvido e cheio de reviravoltas, além de visualmente fascinante.

Continuar lendo